domingo, 22 de maio de 2011

"Eu preciso de você"



Pensei que nunca mais fosse escrever sobre você, mas pelo visto a saudade venceu.
Sabe, vem àquela vontade de ver suas fotos e todas as dedicatórias de carinho que você fez para mim, não sei por que, não sei pra que, mas o coração ainda se arrisca a bater por suas lembranças.
Sei que não vai me fazer bem mexer no passado, a essa altura do campeonato seria como voltar pro começo nesse jogo de tabuleiro que o objetivo é tentar te esquecer. Estou me fazendo de forte para todos e fingindo a mim mesmo que sou forte e que não me importa mais o seu nome, mas tenho que confessar que a sua chama dentro de mim não se apagou.
Faz frio lá fora e seus braços quentes fazem falta em uma noite como essa, alias, poderia estar calor, frio, chovendo ou fazendo sol, pouco importa, o que importa é que você faz falta em qualquer situação do meu dia, eu preciso de você desde o bom dia até a boa noite.
Só importa a sua ausência, só importa você não estar aqui. Pode ser a minha carência, mas sei que é a falta da sua voz me acordado no meio da madrugada me dizendo brincando “hey, para de roncar” palavras que guardo até hoje.
É estranho, é como se eu não visse mais cores no arco íris e as palavras não tivessem mais efeito. Ver teu rosto sem o seu sorriso meu, é como olhar o céu e não ver estrelas é como saber todos os mistérios da vida e não desvendar o seu olhar.

(Marcos Ferna)